E-mail: contato@bernardesst.com.br |

Manutenção Elétrica

ALERTAR SOBRE OS RISCOS DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO ELÉTRICA.

Recomendações às empresas e equipes que realizam esta atividade:

- Garantir que todos os eletricistas realizem os treinamentos definidos na legislação e nos procedimentos específicos das áreas;

- Garantir que os equipamentos, dispositivos e ferramentas possuam isolamento elétrico adequados às tensões envolvidas, devendo ser inspecionados e testados de acordo com os requisitos legais, normas técnicas e recomendações dos fabricantes;

- Garantir o fornecimento de vestimentas (camisa, calça, balaclava e luvas) adequadas ao APTV (Arc Thermal Performance Value) requerido pelo ambiente de execução do serviço de eletricidade (Ex.: salas elétricas, subestações) para os eletricistas e empregados que executem atividades na zona de risco elétrico ou controlada;

- Garantir que os serviços em instalações elétricas sejam precedidos de análise de risco, ordens de serviços específicas e permissão de trabalho aprovadas por trabalhador qualificado, habilitado e autorizado;

- Garantir que os projetos (novos, repotenciamento, adequação/revitalização) de instalações elétricas contemplem os controles para o risco de arco voltaico e explosão e atendam aos requisitos legais e normas técnicas;

- Garantir que o processo de gestão de mudanças de todos os projetos de instalações/equipamentos elétricos tenham seus riscos avaliados e as medidas de controle estabelecidadas de forma adequada;

- Inserir nas ordens de serviços para eletricistas a informação da necessidade de utilização de EPI adequado, bem como a utilização de ferramentas isoladas;

- Garantir sempre que possível os serviços que envolvam eletricidade sejam realizados com o sistema desenergizado, mediante procedimentos apropriados e conforme os procedimentos de segurança (Ex.: seccionamento; impedimento de reenergização; instalação de aterramento temporário com equipotencialização; proteção dos elementos energizados existentes na zona controlada; instalação da sinalização de impedimento de reenergização);

- Na impossibilidade de desernegização elétrica ou emprego de tensão de segurança devem ser utilizadas outras medidas de proteção coletiva (isolação das partes vivas, obstáculos, barreiras, sinalização, sistema de seccionamento automático de alimentação, bloqueio de religamento automático) consorciada com a utilização dos EPIs adequados.

FONTE: Bernardes Assessoria e Consultoria

  • Rua da Mata, nº 630
    Marambaia - Belém - PA
    Cep: 66623-710