E-mail: contato@bernardesst.com.br |

Acidente com Amônia

Funcionários de frigorífico voltam a passar mal com vazamento de amônia

Atividades no frigorífico foram novamente suspensas na manhã desta terça-feira (24) após funcionários voltarem a passar mal (Foto: Cícero Bittencourt / RPC)

Funcionários de frigorífico voltam a passar mal com vazamento de amônia

Cerca de 15 trabalhadores foram encaminhados a prontos atendimentos.

Acidente com produto químico aconteceu segunda (23), em Cascavel (PR).
Funcionários do frigorífico Globoaves em Cascavel, no oeste do Paraná, voltaram a passar mal na manhã desta terça-feira (24) após um vazamento de amônia, que ocorreu na tarde de quarta-feira (23). De acordo com a assessoria de imprensa da empresa, ao menos 15 trabalhadores tiveram que ser encaminhados pelo Corpo de Bombeiros a unidades de prontos atendimentos (UPAs) da cidade com sintomas de intoxicação pelo gás.


Por medida de segurança, as atividades no frigorífico tiveram que ser novamente suspensas na manhã desta terça. O mesmo aconteceu durante toda a tarde de segunda “até que os níveis de amônia fossem controlados e ficassem abaixo do índice recomendado para que o trabalho pudesse ser retomado à noite”, ainda conforme a assessoria de imprensa. “Não tivemos um novo vazamento. O que houve hoje foi um efeito secundário do acidente de ontem”, afirmou.


A Defesa Civil declarou, no entanto, que ainda não é possível descartar um novo vazamento. Fiscais do Ministério do Trabalho e procuradores do Ministério Público do Trabalho foram até o local para analisar a domentação da empresa para saber se há alguma irregularidade.


Ao chegarem para trabalhar, os funcionários tiveram contato com o gás que estava impregnado em uma das paredes do frigorífico. “Estes trabalhadores tiveram sintomas como irritação nos olhos, tontura e náuseas e foram imediatamente levadas às UPAs”, comentou a assessoria ao confirmar que outros sete continuavam internados no Hospital Universitário (HU) desde segunda-feira, quando cerca de 300 pessoas passaram por uma triagem e 40 tiveram que ser socorridas por causa da intoxicação.


O frigorífico está passando por reformas e ampliação. O acidente aconteceu em um dos espaços da área industrial e foi provocado, de acordo com a empresa, por um funcionário que esbarrou em uma válvula, liberando o gás usado no resfriamento das câmaras frigoríficas onde são armazenadas as aves.

Há cerca de um mês houve outro vazamento na mesma unidade.

Fonte: G1 - 24/03/2015 10h32 - Atualizado em 24/03/2015 11h43

RISCOS DOS SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO

As instalações frigoríficas, porque trabalham com refrigerantes com características físico-químicas especiais e em condições de temperatura, pressão e umidade diferenciadas do habitual, apresentam riscos específicos à segurança e à saúde, relacionados com o tipo agente refrigerante utilizado, assim como com as instalações e equipamentos.
As maiores preocupações são os vazamentos com formação de nuvem tóxica de amônia e as explosões.
Causas de acidentes são falhas no projeto do sistema e danos aos equipamentos provocados pelo calor, corrosão ou vibração, assim como por manutenção inadequada ou ausência de manutenção de seus componentes, como válvulas de alívio de pressão, compressores, condensadores, vasos de pressão, equipamentos de purga, evaporadores, tubulações, bombas e instrumentos em geral. É importante observar que mesmo os sistemas mais bem projetados podem apresentar vazamentos de amônia, se operados e/ou mantidos de forma precária.

São frequentes os vazamentos causados por:

• abastecimento inadequado dos vasos;
• falhas nas válvulas de alívio, tanto mecânicas quanto por ajuste inadequado da pressão;
• danos provocados por impacto externo por equipamentos móveis, como empilhadeiras;
• corrosão externa, mais rápida em condições de grande calor e umidade, especialmente nas porções de baixa pressão do sistema;
• rachaduras internas de vasos que tendem a ocorrer nos/ou próximo aos pontos de solda;
• aprisionamento de líquido nas tubulações, entre válvulas de fechamento;
• excesso de líquido no compressor;
• excesso de vibração no sistema, que pode levar a sua falência prematura.

GESTÃO SEGURA DE SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO

Uma instalação segura de refrigeração por amônia sustenta-se em três pilares:

• projeto apropriado, orientado por normas e códigos de engenharia;
• manutenção eficaz;
• operação adequada.

Elementos para a gestão da segurança e saúde em estabelecimentos que possuam esse tipo de sistemas devem incluir:

• informações de segurança do processo;
• análises dos riscos existentes;
• procedimentos operacionais e de emergência;
• capacitação de trabalhadores;
• esquemas de manutenção preventiva;
• mecanismos de gestão de mudanças e subcontratação;
• auditorias periódicas;
• investigação de incidentes.

  • Rua da Mata, nº 630
    Marambaia - Belém - PA
    Cep: 66623-710